quinta-feira, 21 de abril de 2011

Eu gostei da Mary


talvez por ela ter um sonho muito parecido com o meu... casar com um príncipe e viver num castelo na Escócia. Bate tudo certo, tirando a parte de casar com um príncipe (há lá pachorra para aquela panóplia diária de protocolos, recepções, cerimónias e merdinhas...).
Mary and Max. é um filme negro sobre tristeza, inadaptação e solidão, mas sobretudo é um filme sobre uma amizade improvável que atravessa um oceano e dura até à morte. Soltei a lagrimita da praxe no fim, pá. Lá teve de ser.


10 comentários:

S* disse...

Oh, gostei dos bonequinhos. E adoro a Escócia.

Drinha disse...

Fiquei com vontade de ver...Também tenho um sonho parecido :)

Vitor disse...

Páscoa Feliz com muita paz e harmonia.

BjS

nanuxawi disse...

adoro os bonecos eheh

morta de sono disse...

também gostei muito há uns tempos quando vi.. os bonecos são super giros e a história, apesar de triste, é bonita. mas porque será que os finais têm que ser sempre assim? :P

CLÁUDIA disse...

Um dos filmes que mais me tocaram recentemente.
A história é fascinante, a banda sonora também é fantástica e potencia-nos as emoções. E os bonequinhos... O que dizer? Basta olhar para eles. :)

Excelente dica.

Francisca Prieto disse...

Olha lá, isto é um filme em que ele é Asperger?

∗ANA∗ disse...

Fiquei curiosa...
Algo me diz que vou gostar.

MartaP. disse...

adorei o filme. muito triste. mas gostei do Max. gostei de como ele assumiu a sua doença, mesmo passado algum tempo. Gostei da Mary que se esforçou para estudar a doença dele.

Elsa disse...

Belo Sonho, tenho que ver esse Filme!