segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Às vezes


as segundas escolhas são as mais acertadas... às vezes as ultimas também. Às vezes o último a ser escolhido por uma equipa, para um jogo de futebol é aquele que acaba por marcar dois golos. Não se livra da vergonha de ter visto os outros chamados um a um enquanto ele ficava para o fim, mas porra, marcou dois golos.
Às vezes as imitações ou as novas versões são melhores que o original. Superam-no. Têm mais qualidade, ou mais piada, ou tocam-nos mais ou são mais saborosos.
E é por isso que quem fica com o que quer logo à primeira, que só consome originais ou que olha cegamente para uma etiqueta perde tanto, mas tanto desta vida.




nota: como esta música por exemplo, tão melhor que a versão original... mas isto é mesmo só um exemplo, coisinha de nada.

15 comentários:

Nokas disse...

Adoro essa música, esta versão está fenomenal :)

Salvador disse...

Boa tarde, Anouc ))

É mesmo um Mad World este, onde os últimos são os primeiros ))

PS- Prefiro Anouc a Margot. Neste caso nada como o original. ))

S* disse...

Nem tudo o que é menosprezado, é mau... dou-te toda a razão.

Tulipa disse...

...e às vezes quem muito escolhe pouco acerta tb. Mas tenho a certeza que as últimas são sempre as melhores, pois são as do momento;)

Brown Eyes disse...

Aí está uma conclusão de alguém que raciocina. Os meus parabéns garota.
Beijinhos

Brown-eyed Girl disse...

Esta versão é absolutamente fantástica. Eu sou suspeita porque sou uma fã hardcore do Adam Lambert, acho que a voz dele, aliada a sua capacidade de interpretação, o tornam um artista único e das coisas que mais gostei nos últimos anos.

Xanoquita ;)

Catsone disse...

Viva os genéricos!

raisuna adimar disse...

Uhn???????

Preg untas?

Helena disse...

esta musica faz me sempre lembrar o donnie darko.
windo =)

Lazy Cat disse...

Chama-me ovelha ranhosa, mas gosto mais do original. Esta versão é muito melosa. Blergh.
Até porque associo sempre a música ao filme, e esta versão não vai nada com o tom do filme (ao contrário da original).

Catarina Reis disse...

É por isso que existe o meio termo, o equilibrio como em tudo na vida faz falta.
Beijos

LM disse...

Dasse, que post maravilhoso e tão verdadeiro.

∫µℓiع disse...

Concordo totalmente com o último comentário do/a LM. :)
Apesar de já te ter lido quase de uma ponta à outra quando encontrei o endereço algures, não comentei mas não podia deixar de o fazer agora.
Não te importas que coloque no meu blog com o devido link para o teu?

pinguim disse...

E não é que tens razão...
E o Catso também!!!!

Elsa disse...

Muito, Muito, Muito Obrigada por esta maravilhosa Versão que Eu não conhecia! E só posso concordar contigo que devmos ter a mente aberta e parar de olhar para a etiqueta.