quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Ser mãe é

pedir à minha catraia de 8 anos que me pintasse o cabelo. Para minha defesa a miúda tem imenso jeito para trabalhos manuais, ok? Foi portanto um risco mais ou menos calculado. E verdade seja dita, tirando as manchas acobreadas na testa, dentro da orelha direita, atrás da orelha esquerda, parte de trás do pescoço e (vá-se lá saber como) no queixo, até que isto não ficou assim tão mau quanto isso.

12 comentários:

Noa disse...

Miúda prendada!!

S* disse...

Com o tempo fica uma verdadeira expert.

Lazy Cat disse...

Para a próxima já corre melhor. Pelo menos o queixo já se deve safar. =P

Catarina Reis disse...

Pois... uma miúda fantástica e com jeito para as artes. Beijos

Scarlet Red disse...

Isso foste tu que não estavas quieta!
De certeza que foi isso ;)

Catsone disse...

Próximo passo: corte de cabelo!

Brown Eyes disse...

Mas se o pintares tu também fazes o mesmo. Põe um creme gorduroso na pele é o que fazem as cabeleiras. Beijinhos

Barroca disse...

por acaso hoje tb pintei o cabelo, mas como não tenho catraios e o cão não tem polegares (dá jeito para segurar o aplicador), lá tive que me safar sozinha... tirando uma mancha junto à têmpora.

tendo em conta que a última vez ficou uma grande cagada "ameixada" (já aprendi o truque do creme junto à linha de cabelo que toda a gente sabia menos a ignorânti moi même), desta vez o "cocoa brown" não ficou nada mal amanhado! ;)

p.s.- mete os 2 miúdos a pintar melenas e ainda fazes uns trocos para lhes sustentar as coca tolas e as fanfas. 0_o

Petra disse...

pois.... lol se pusesses creme gordo a volta da pinha ja nao ficavas manchada.

Eva Bee disse...

essas manchas tiram-se facilmente com um pedaço de algodão embebido em água morna ;)

alpha L disse...

Também já fiz esse rico serviço à minha mãe.
Entenda-se que o rico serviço é o de pintar testa, pescoço, orelhas e só depois, o cabelo.

Pulha Garcia disse...

Gosto de malta que confia na liberdade artística da pequenada.