terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Há cinco meses que os meus pais me emprestam o carro para vir trabalhar

se bem que aquilo não é bem um carro. É mais um comboio que outra coisa qualquer. O tamanho do bicho, aliado à minha parca habilidade de condução, tornam as minhas viagens em algo de memorável. Vai tudo a eito. Aliás... acho que a única parte do veículo que não tem um único risco é o tejadilho. Tenho de sair todos os dias dez minutos de casa mais cedo, já a contar com o tempo que vou demorar a estacioná-lo. Não consigo perceber onde acaba e onde começa. Chego-me para trás devagarinho... devagarinho... devagarinho... e quanto sinto que bati (docilmente, entenda-se) no pára-choques do carro de trás, considero o carro como estacionado. 
Conduzir aquilo é como vestir um blusão de penas muito volumoso e perder a noção do espaço que ocupamos.
Juro que assim que possa, compro o carro mais mini micro que conseguir encontrar. Mas é que juro mesmo.

8 comentários:

Marisa disse...

LOLOLOL

Olha acredita que é uma questão de hábito. Falo por experiência própria :)

S* disse...

Os carros grandes fazem-me impressão a conduzir!

Lady Me disse...

Fogo! Parece quase um camião xD Boa sorte com isso até comprares a tua "miniatura"!

pinguim disse...

Eu não era capaz de conduzir um carro assim.
Tenho umas saudades imensas do primeiro carro que tive: um Honda 360, no princípio dos anos 70 - era a minha caixinha de fósforos...

Tulipa disse...

Eu gosto de carros grandes :)

Don Draper disse...

quanto mais pequeno o carro menos combustível gasta. não deixa de ser uma boa ideia

S.o.l. disse...

Lol, eu gosto de carros pequenos também :D

OutraMaria disse...

eu cá gosto de carros grandes. Mas afinal os teus pais emprestaram-te o que? Um autocarro.
Nem imaginas o que este teu post já deu pra rir a gargalhada cá por casa. O Home adorou, estou fã, eu tb tenho um blog comecei á pouquito mas tu és bem engraçada... onde te inspiras? Ja nasceste assim né!!! sortuda :)