quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Enganos acéfalos* felicidade

Não acredito que uma pessoa que pense muito seja plenamente feliz. Não acredito que quem olhe para o que o rodeia com olhos de ver consiga atingir aquilo da felicidade.
Para se ser feliz não basta ligar apenas às pequenas coisas, mas sim ter apenas pensamentos pequenos, medíocres e nulos.
Não é preciso muito para se ser plenamente feliz. Basta ser parvo. Ou fazer uma lobotomia.

31 comentários:

Masquediabo disse...

tens toda a razão...

Cate disse...

true, true.
felizmente, sou um bocado parva na maioria dos dias. ainda bem.

Dorushka disse...

Acredito que ninguém atinge a felicidade plena. Porque a felicidade plena, para mim, implica a total ausência de problemas. Mas todos nós podemos, isso sim, ter momentos muito, muito felizes.

anouc disse...

Doruska, exacto.
Mas vou mais longe... mesmo com a ausência de problemas, haverá sempre algo inatingível que acabaria por travar o processo.

Dorushka disse...

Ou não. A lobotomia opera milagres. Não viste (ou leste) o Shutter Island?

anouc disse...

Vi. :p

Pois. :D

TLD disse...

Ou então é pensar nas coisas certas, não? ;)

Helena disse...

muahhaha. a felicidade é uma utopia e quem não acredita é simplesmente parvo. o ser humano é um eterno satisfeito, naturalmente, se não, quando se cumprissem sonhos a vida deixava de fazer sentido.
há momentos felizes, isso sim.

Helena disse...

*eterno insatisfeito.

I. disse...

Bingo!

Vegan Wolf disse...

apetecia-me um prego e um martelo.

Tulipa disse...

Felicidade? não, momentos felizes.

Brown Eyes disse...

Tens razão mas eu jamais seria feliz com pensamentos pequenos, medicocres e nulos. A felicidade é subjectiva e essa gente com pensamentos que nós chamamos mesquinhos é feliz. Pensar em moda em vez de pensar na fome que o mundo atravessa pode fazer alguém feliz alguém sem grandes objectivos, alguém que se limita a viver o imediato, alguém que gosta de ser manipulado, alguém que vive de aparências mas, felizmente, há pessoas com substancia, pessoas que pensam, meditam e reflectem como tu. Tu que com estes posts simples, que aparentemente parecem não ter assuntos sérios, parecem uma mera brincadeira tens abordado assuntos importantes do nosso dia a dia. Não é preciso muito para se ser feliz, pode não ser preciso nada e pode ser preciso tudo. Tudo depende do que somos e do que valorizamos. Conheço gente feliz e com enormes problemas e há outros que não têm problemas e não conseguem encontrar a felicidade. O segredo, penso eu, está no amor que temos a nós próprios, na nossa auto-estima. É esta, em grande quantidade que nos traz a felicidade. Beijinhos

meldevespas disse...

pois au acho que tens absoluta razao no que dizes. ate porque os parvos nao sabem se os pensamentos que tem sao mesquinhos ou mediocres, porque pensam pouco, dai a felicidade poder efectivamente ser suprema ;DD

TOLERANTE disse...

"penso, logo desisto".

(que era aquilo que o Descartes queria realmente dizer, mas na hora faltou-lhe coragem)

Pinkk Candy disse...

sempre notei que as pessoas mais cabeça no ar são as mais felizes. pelo menos sofrem menos e dormem bem de noite.
às vezes desejava ser cabeça no ar e não me preocupar com nada, mas não dá!
acho que não se decide ser ou não ser cabeça no ar, é-se ou não se é. ponto.

S* disse...

Eu sou mais de sentir... e sinto-me feliz assim. Pensar, penso no trabalho.

Descalça disse...

Xiiiii! Tive de confirmar que estava a ler o teu blogue e não um poema de Alberto Caeiro.

Catsone disse...

Faço lobotomias de graça... preciso aprender.

E não podia deixar de concordar com este pequeno, mas deveras esclarecedor, texto.

Tu não me pareces muito feliz, tás a precisar do je para te abrir o coco?

Petra Pink disse...

sem dúvida.... o que vale é que ha momentos felizes...

blackbird disse...

Eu sou parva. E não sou plenamente feliz.
Vai-se a ver foi uma lobotomia parcial! :|

xuxidiva disse...

descobriste a polvora so agora? ou isto é so uma constatacao obvia do nao percebi a pergunta numa vertente a "busca pela felicidade"-manual de autoajuda canja maggi- 3º edicao editora horizontes abertos pela guru filipa candeias?
obliviõn is bliss....stupidity is the new smart...
porque pensas tu que vim pras americas?

xuxidiva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
xuxidiva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sadeek disse...

Tás pior que o tempo, senhora!!! ;)
Tu anima-te pá. Nem que para isso deixes de pensar... ;)

Johnny disse...

Engraçado teres escrito isto num dia em que foi conhecido o vencedor do prémio Nobel da Literatura, que tem uma frase parecida.

"Só um idiota pode ser totalmente feliz."
Mario Vargas Llosa

Acho que isso só pode ser um sinal de que também tu vais ganhar um Nobel e como não vejo que seja possível ganhares um da Paz, lá terá de ser o da Literatura.

Tangerina disse...

Conheço uma série de pessoas felizes.

Têm olhar de galinha, é certo, mas elas sabem lá...

Uma Rapariga disse...

Em cheio no nervo :/

tata disse...

Cara anouc... Ninguém é feliz. Quanto muito está feliz.

Elsa disse...

Essa é que é Essa!

pinguim disse...

É a própria impossibilidade de atingir a felicidade plena que a torna tão apelativa.