quinta-feira, 6 de junho de 2013

Cooking classes

Gostava mesmo de saber o que está uma vegetariana fundamentalista a fazer no módulo das carnes (já estranhei vê-la no módulo dos peixes... mas pronto). Logo na primeira aula apareceu a retorcer-se e a suspirar como se estivesse a morrer enquanto o chef ia dando as explicações teóricas. Ainda nos ameaçou a todos que nos ia mandar vídeos de animais nos matadouros para o facebook.
Quando nos informaram que na próxima aula vamos ter um borrego inteiro para desmanchar, foi vê-la a usar a mãozinha como leque à beira do desmaio ou a abanar a cabeça em sinal de "tenham vergonhaaaaa".
Eu respeito, juro que respeito, mas o que é que ela está lá a fazer?!?  Tipo... ó minha, baza daqui pah!

15 comentários:

alva quase transparente disse...

Infelizmente anda por aí muito fundamentalismo.
Eu bem queria conseguir ser vegetariana. O respeito pelos animais deixa-me um enorme peso na consciência. Mas não menos importante é o respeito pelos outros e suas escolhas. Acho bem que se tente promover hábitos melhores e mais correctos, mas fundamentalismos e extremismos não são o melhor.

Da próxima, se ela aparecer, diz-lhe mesmo isso hehe

We've Got your back

anouc disse...

Penso exactamente dessa forma, aliás, tenho vindo conscientemente a reduzir bastante o consumo de carne lá em casa. No entanto não me parece que um dia chegue à plenitude do vegetarianismo.

O que me irrita na tipa é mesmo a sua postura de censura... além de que tendo ficado mais de 50 pessoas fora destes cursos por falta de vagas, ela acaba por estar a ocupar o lugar de alguém que realmente queria aprender. Enfim...

Agridoce disse...

Eu, pelo menos, tento tomar a opção que acho sensata: não me inscrevo em cursos genéricos de culinária (exactamente por saber que posso ser "obrigada" a cozinhar carne). Dediquem-se aos cursos de sobremesas, sei lá!

Jo disse...

Não quer fazer não vai. Onde está o drama?

Mak, o Mau disse...

Por desmanchar o borrego, a coisa não se referia metaforicamente a ela pois não?

S* disse...

Incompreensível, de facto. Deve ser masoquista.

Patife disse...

Grande borrega! ;)

mãe em fanicos disse...

Só pode ter um lado negro a atirar para o masoquismo....

Catsone disse...

E que tal dizer a moça que a próxima receita é antropófaga? Pode ser que a moça "baze" :D

Dool In High Heels disse...

Olá...
Gostei muito do teu cantinho...
Sou nova na blogosfera como blogger mas já cá navego há bastante tempo como leitora...
Parabéns pelo excelente trabalho que tens feito no teu Blog...
O meu cantinho é:
dollhighheels.blogspot.pt
Se puderes dá uma espreitadela e se gostares segue-me...
Bjokas
Bruna

Lazy Cat disse...

Devia pensar que ia para lá e ia fazer uma revolução e converter toda a gente... Se calhar vive na ilusão de que é uma pessoa importante e influente.

Unknown disse...

Só para dizer: já andei por outras paragens tuas, ou telhados, whatever. Hoje vi a palavra "misantropia" escrita algures. Lembrei-me logo de ti. E nem sei se és gorda, magra, loura ou morena. Gosto de pessoas que não deixam dúvidas quanto à sua maneira de ser.

Na próxima aula abana-lhe com uma coxinha do borrego e dá-lhe um sexy look. serás a minha heroína. Mas não te excites, plo'amor de deus!!!!

*Maggy*

Petra disse...

>Não tenho paciencia para esse tipo de fundamentalismos.

Ana Ricardo disse...

Estranho mesmo! Se não gosta...devia ter escolhido aulas vegetarianas...Tst!

Matilde disse...

Eu cozinho carne para os amigos ou família, não misturo as coisas, não ando para aí a "evangelizar" a opção que tomei em relação à comida. Somos livres de escolher o que comemos :)