sexta-feira, 3 de maio de 2013

Enganos acéfalos


Achar que se merece amor só porque se é família.  Pais, mães, irmãos, tios, primos... são tudo apenas nomes. Nomenclaturas imprescindíveis para manter a sociedade organizada. O amor tem de ser merecido, acarinhado, nutrido. 
Uma árvore genealógica  não vale mais que o seu próprio desenho numa folha de papel amarrotado. Anotem aí.

De nada.

13 comentários:

Sara Ambrósia disse...

Sim! E agora como explicar isso a meio mundo sem obter um olhar de desdén? Pois.

Linda Porca disse...

De acordo. Excepção para os filhos.

Laura Ferreira disse...

Certíssimo.

grassa disse...

Merecido, acarinhado e nutrido.
Ou comprado.

Comprado também serve. :)

marisa maria disse...

Tenho familiares que são-me completamente indiferentes...

pastora disse...

já sabia disso.

Rainha do Nada e Afins disse...

Concordo totalmente!
O amor tem de ser merecido. Não é por ser família que se deve ser obrigado a amar.
Eu amo mais os meus amigos que certos membros da minha família...

Rainha do Nada e Afins disse...

R: Parece que sim. xD

Petra disse...

Não podia concordar mais.

Sunrise disse...

Percebo perfeitamente o que dizes. Há pais e mães que nem merecem esse nome! Porém, há outros que merecem ser respeitados e não o são... Há de tudo! O ideal (mas isto é um cenário idílico) era haver pelo menos respeito! Isso e paz no mundo, não é? ahahahaha

http://newblackis.blogspot.pt/

https://www.facebook.com/TheNewBlackIs




beijo

Sunrise disse...

Olha, utopias! :)

http://newblackis.blogspot.pt/

https://www.facebook.com/TheNewBlackIs




beijo

alva quase transparente disse...

Ohhh como eu concordo contigo. A minha vida dava um tratado sobre isso

APC disse...

Dois tratados. And counting...