segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

"This is not the feel good blog of the year. So if you're one of those idiots who needs to feel good, go get yourself a foot massage"

Será que devia pedir-vos desculpa por não ser uma bem disposta constante? Uma tontinha que diz que  o seu namorado é o melhor do mundo, o seu filho é o mais lindo do mundo, o seu cão é o mais esperto do mundo, o seu piriquito é o mais amarelo do mundo (fodasss). Será que devia pedir-vos desculpa por não meter aqui pics das minhas disposições cor-de-rosa ou de cupcakes cobertos de creme de manteiga? Será que devia pedir-vos desculpa por não meter aqui fotos dos lugares paradisíacos onde faço mini-férias  (mas está tudo doido? Não, a sério, está tudo doido?!?)? Será que devia pedir-vos desculpa por não meter aqui frases de grandes pensadores só para mostrar que sou uma pessoa cheia de profundidade? E será que devia de pedir-vos desculpa por não ter metido aqui fotos dos presentes que recebi no natal (oh meu deusss). E será que devia pedir-vos desculpa por não entupir isto com posts de fotos dos meus filmes favoritos (como se alguém quisesse saber disso para alguma coisa)?
E devo pedir desculpa por não fazer post sim, post não a vomitar o quanto sou feliz e quão abençoada sou, o quão apaixonada sou? E o quão esperta sou (sou?). E devia pedir desculpa por não andar por aí a dizer a quantidade de piropos que ouço na rua (ouço?)?. E devia pedir desculpa por não meter aqui o que almocei ou o que vou jantar (com foto a acompanhar, claro. Mesa de toalha branca, garrafa de vinho à frente e paisagem sedutora na janela lá ao fundo)? Sim, porque as refeições são um acontecimento extraordinário que só acontece umas 3 ou 4 vezes por ano e não umas 730.
A sério. Querem que peça desculpa por não insinuar que sou bonita e maravilhosa? Principalmente isso. Devo pedir desculpa por não me insinuar? É?
Ser low profile caiu em desuso, mas eu continuo a achar  que é melhor ser e ter do que dizer que se tem e se é.
E se a resposta a isto tudo é sim, sou mesmo uma burra cªralhO. Não percebo nada disto de ter um blogue.
nota: isto a propósito de um comentário com que fui brindada no meu post anterior. Estas coisas têm sempre um propósito. Não caem do céu.
nota2: Woody, peço desculpa por ter-te roubado a line do filme para o título e ainda por cima alterá-la vergonhosamente, mas tens de admitir que caiu aqui que nem ginjas.

42 comentários:

Cate disse...

Não peças desculpa por nada, caraças!

Jo disse...

Como pedir desculpa quando nao escreves :p
Bom ano Margot. Que 2011 seja melhor, fdsse... pra ti, pra mim, pra todos aqueles para quem 2010 foi um ano cão!
E parabéns atrasadissimos... desculpa lá :p

Rui (para não ser anónimo) disse...

Para isso já existe o blog do Pipoco...

No entanto este post mostra a necessidade que tens de ser e/ou parecer diferente/alternativa/badgirl.

É impressionante a força dos comentários...todo os dias é ver os bloggers a fazerem posts de reacção.

Cat disse...

Portanto, um anónimo (gente corajosa, fod****) foi desagradável contigo no dia do teu aniversário... e tu ainda terias que pedir desculpa??
Fuck them!!!

Maggy disse...

Se tivesses as imagens dos cupcakes amanteigados (ou o ca*alho); se tivesses fotografias das mini-férias onde o Judas perdeu as botas; se... nhé nhé nhé...
Não serias tu e não serias brindada com comentários dos mais inteligentes e fófinhos (?!) comentadores da blogosfera.

Em vez de isso terias cordeirinhos a dizer "olá linda! Amei os teus sapatos. Tenho uns iguais. Beijinho linda" ou "Também estive aí de férias. Amei a praia e as músicas de ritmos latinos"

Preferias isso? Don't think so! Don't think so mesmo!!!! (oubistes? Ainda te fodo o lombo)

E há sempre o risco de te cair uma mosca na sopa (tipo o comentador do último post que enfim!)


(BTW: MORRAM gentinha que a torto e a direito me trata por "linda". Mesmo aquelas que nunca me viram! Eu sei que sou linda. Não é preciso dizerem. MORRAMMMM!!!! Já agora, se possível, MORRAMMMM com dois torniquetes na língua. Ou saca-rolhas já que está tão na moda -.-)

Boris Yelnikoff disse...

Já que são tão corajosos e ordinários caros bloggers qual é a diferença entre vocês e nós anónimos? Publiquem no vosso perfil o nº de BI, a morada e o telefone e não o caralho dum endereço electrónico que vale tanto como o titulo Anónimo. Tratem-se e deixem de vir para a internet armarem-se no que não são ou no que queriam ser e não terem de ouvir/ler o que não vos agrada. Se não quisessem tiravam a opção de comentar anonimamente ou então só com identificação (nenhuma na mesma mas pronto).
A blogosfera é um mar de gente estúpida e deprimida que precisa da net para viver e carpir as mágoas e frustrações do dia-a-dia.
Foda-se que cambada de xoninhas. FECHEM A PORTA se não querem comentários anónimos e parem de se lamentar.
I am not a feel good commentator.

Anónimo disse...

Olha, filha, anonimamente digo-te que se pusesse aqui o meu nome de António da Silva ou Sophie de Alencar e Sepúlveda dos Reis e Menezes, a merda seria a mesma. Um nome, apenas, um "nominho", que em nada muda nada. Assim, no anonimato, quero e vou dizer-te que este teu blogue é mesmo fixe. Se tu és uma gaja fixe ou uma bruxa das piores que existir possa, também não interessa para nada. Mas o blogue é fixe para burro (para burro não ler, claro. Concordo contigo. Eles e elas gostam mesmo é das mexeriquices, das florecas, de contar tim-tim-por-tim-tim quantas vezes por semana têm um orgasmo e se não têm a mínima ideia do que isso é. Quantas vezes arrotam, mijam e se estão com as tripas presas. À la merde e um CAPCAIKE bem colorido e amanteigado nas fuças dessa cambada que só porque tem blogue na net já pensa que é gente.

Desculpa a extensão do comentário, mas apeteceu-me. Felicito-te pela inteligência e pelo teu caminhar pela contra-mão do rame-rame foleiro em que caiu a maioria dos blogues de hoje em dia.

Vai em frente, filha, que a auto-estrada é toda tua.

Anónimo disse...

Over reacting.

Há sempre o meio termo entre o feel good blog e moan blog ou não?

Qualquer um deles pode ser irritante.

Ana Sofia Santos disse...

eu estou a espera que peças
vem no próximo post? :)

Xuxi disse...

A blogosfera dá uma ilusão de grandeza às pessoas que não a têm...
(Já se sabe, mais do mesmo...)

meldevespas disse...

só pra dizer que isso dos queques amanteigados ou o caraças doeu um bocadinho...mas deixa lá...

I. disse...

Eu gosto deste blog pelo que é e não pelo que possa parecer ser.

S* disse...

Desde que sejas feliz, faz o que te apetece. Eu gosto. Mesmo sendo eu uma gaja que está sempre a dizer que é feliz e apaixonada, gosto da tua tendência para a má disposição.

lisbon new-yorker disse...

Realmente há gente muito parva.É o teu blog, deves escrever sobre o que quiseres. Se te apetecer falar do ciclo hormonal de uma lagarta da amazónia deves fazê-lo. Qual é a parte do blog pessoal que ainda não perceberam?

Continua igual a ti mesma ;)

Ta' disse...

Bem, que grande odisseia do pé descalço que para aqui vai. Eu pessoalmente não gosto de comentários anónimos como foi o caso, penso que revela alguma cobardia. Quanto ao conteúdo dos blogs é como o conteúdo das pessoas, há para todos os gostos. Eu gosto de cupcakes, mas também gosto do teu blog ;)

Fresco_e_Fofo disse...

Bom, eu penso que há lugar para todos os tipos de blogs. Por mim, que nem tenho a pretensão de ter o blog mais intelectual da blogosfera, criei um blog para falar do que me apetece e leio os blogs que, em dado momento, me apetece ler. Podem ser os mais eruditos, hoje e os mais foleiros e parolos, amanhã. Depende do lado para onde acordo virado.
A blogosfera não é mais do que o eco do mundo em que está inserida. Foi criada à imagem dos seres humanos, os seres humanos são estúpidos e deprimidos, portanto não posso discordar, totalmente, de alguém que diz:
A blogosfera é um mar de gente estúpida e deprimida que precisa da net para viver e carpir as mágoas e frustrações do dia-a-dia.
Não devemos é esquecer que o post e o comentário, são parte integrante de um blog. Logo, publicar e comentar, são faces da mesma moeda. Cada qual carpe as mágoas e segrega os venenos do modo que lhe dá mais jeito.
Também não encontro grandes diferenças entre um visitante anónimo e um identificado. Mais diz a escrita sobre a personalidade de uma pessoa, do que um nick diz da sua identidade. É uma questão irrelevante, quanto a mim.
Olhem, eu nunca tive um diário. Talvez um blog seja, para mim, o diário que nunca tive... vá-se lá saber.

Doce Melancolia disse...

É por essas e por outras que nunca curti muito a blogosfera. Um blog pessoal não é suposto ser um sítio em que o/a autor(a) faz dele aquilo que bem entender? Se o dito cujo (entenda-se autor(a)) quiser fazer do blog um diário pessoal (bastante pormenorizado) então que faça. Se o dito cujo quiser fazer do blog um sítio para despejar as suas frustrações, então que o faça! Ninguém é obrigado a ler e muito menos a seguir.

Por isso deixo aqui o meu conselho: lixa-te para isso, fazes do teu blog aquilo que bem entenderes e o resto não interessa.

Helena disse...

Voyeur como sou não me importava de ver essas tuas fotos todas. Mas pronto, não queres pôr não ponhas. Da minha parte estás desculpada, muahahah!
kiss

PFIA disse...

Não percebi a(s) pergunta(s)... ;)

(Não é que seja importante a minha opinião mas este é um dos meus blogues preferidos. Talvez eu tenha um QI baixinho, baixinho... Diacho!).

sem-se-ver disse...

1. olé.

2. não peças

3. vou ver o tal coment que tanto te chateou, mas desde já: borrifa-te nele.

bjs

sem-se-ver disse...

já li. acho que exageraste. nem foi deselegante nem mal-educada e simplesmente, parece-me, quis alertar-te que não vale talvez a pena ser tão pessimista porque... se está vivo. e acabou com uma cordial piscadela de olho.

enfim, seja como for, continua como és e faz o que quiseres no teu blog. naturalmente.

beijos

Margot disse...

sem-se-ver, não foi indelicado, claro que não. Nem eu pretendia com este post atacar aquela pessoa em particular, mas sim uma ideia no "geral".
Ele/a até foi simpático ao desejar que eu não encontrasse uma figueira e tal. :p
A questão é que se há quem me considere azeda é única e simplesmente porque não faço (compulsivamente) nada do que abordei neste post.

*

a mulher certa disse...

Não sei se alguma vez te vou conseguir perdoar

Lazy Cat disse...

Posso ser tua amiga? =P

730? Pá, tu tens por hábito jantar, ou ficas-te por dois almoços por dia? Tu vê, mulher, tu alimenta-te! lol

Margot disse...

Eu janto à hora de almoço também. :p

:D

(bah, tu percebeste. refeições principais)




*

Bigodes de Nata disse...

Boa noite.
Eu não tenho blog por opção, mas não compreendo o porquê de tantas críticas destrutivas nas caixas de comentários (não só do seu, claro). Opah se não gostam do que estão a ler têm 2 opções, ou clicam na setinha do canto superior esquerdo para retroceder para a página anterior, ou clicam no canto superior direito e fecham a net... É tão simples como isto... Ou então sou eu que sou demasiado básica, gosto leio, não gosto passo ao próximo.
Anouc ou Margot, tanto faz, a escritora por trás deste blog mantém-me por aqui.
Cumprimentos.

Maria Flausina disse...

A reposta é não! NÃO! NÃO!
Eu lia 2 bloguesitos que por aí andam e até achava alguma piada, bem escritos, positivos, etc., mas começo a chegar à conclusão que não há pachorra para tanta felicidade e boa disposição, tanta bota, tanto sapato, tanta mala, tanta saia, tanto vestido, tanta roupa, tanta dieta, tantas férias, tanta felicidade, tanto filho lindo, tanta pomba assassinada... ai esta última não era daqui... entusiasmei-me!
Este é muito mais giro, cum ca*alho!!
Ah, é verdade, sou anónima mas não é por mal, prometo não achincalhar ninguém...

ROSINHA disse...

Cheguei agora e já a fazeres tantas perguntas,logo a esta hora...Para algumas a resposta é sim,para outras é não,para as restantes é talvez...
Beijinhos sem perguntas*

Аноним disse...

Não sei porquê mas o comentário que originou isto parece estar certo...alguma coisa não está bem. E isso é que interessa. Não a nós...

Petra Pink disse...

Tens é de ser autêntica...
E acredita que te admiro por isso.
Pela autenticidade, inteligência... E às vezes acutilante qb...
Acima de tudo és verdadeira e estás de acordo com o que sentes.
beijo

Claudia disse...

Pena não seres gajo senão pedia-te em casamento!!!
You rule girl!

Tulipa disse...

Não peças desculpa, estás no bom caminho! Mas a massagem aos pés sabe sempre muito bem :)

Tangerina disse...

Eu acho-te graça. Não fico enjoada quando te leio, não és cor-de-rosinha, não és foleira, escreves muito bem, e este é o único blog que me arranca umas boas gargalhadas. Leio outros: uma seca, uma felicidade e uma boa disposição de meter dó. Às vezes comento mesmo sabendo que não têm a menor capacidade para perceberem que troço.
Não, não tens de pedir desculpa por não seres uma imbecil:)

RG disse...

"Isto de ter um blog", como tu dizes, é mesmo assim. Dizemos o que queremos, não temos de ser iguais a ninguém, mas também sabemos que nem toda a gente percebe isso. Como dizia o Nitzsche, "teremos sempre contra nós os patetas e as evidências". Ou como diz a minha mãe (melhor ainda) "cagar e por ao peito!" Hehehe!

Vitor disse...

...Te direi que és do mais genuino que por aqui anda...nomeadamente como chamas as coisas pelos nomes certos...tipo "DASSSSSSSS" ;-)))))))

Bj*

Salvador disse...

Anouc, aqui, de cor-de-rosa, só mesmo os seus sonhos, sff. ))

pinguim disse...

Este teu post retrata perfeitamente a tua maneira de estar na blogosfera.
E quem não gosta só tem deixar de aparecer por cá.
Tendo eu, no meu blog um estilo de postagem bem diferente do teu, sinto-me muito bem aqui, ao ler-te, na expressão do teu sentir.
Estás "desculpada", eheheheh...

Pinkk Candy disse...

um blogue dá para tudo o que o autor quiser colocar nele. tudo. é tão simples.

ou alguém acha que há blogues perfeitos? não há. mas há quem pense que sim, que este é que é bom, e aquele é que é mau. mas o que importa. quem escreve nele é que sabe o que quer escrever, quem não gostar, é a mesma solução de sempre.

Anónimo disse...

necessita di verificare:)

Elsa disse...

Agradeço que não me peças Desculpa é que Eu Adoro o Teu Blog, por favor não arruines estes meus momentos de prazer! Para mim o teu blog é de longe muito melhor que uma massagem nas patas! Adoro-o, porque é Verdadeiro e Sinecro e porque parece saído da minha cabeça!

Lala disse...

essa pessoinha nem merecia este post. mas está bem. gentalha.
ADORO este canto, tu sabes... e se me pedes desculpa, levas!

bj*

Brown Eyes disse...

Azeda tu? Realmente não te conhecem. Eu farto-me de rir com os teus posts e por isso venho cá. adoro a tua boa disposição, a maneira diferente como abordas as coisas, as coisas banais da vida. Blogs desses, de que falas, não me agradam. Que me interessa a vida de cada um? Nada. Se são Boas e Bons melhor para eles, se inventam ser, tenho pena porque isso indica que já perderam o tininho. Perderam porque imaginam que alguém, aqui na net, acredita em historias? Somos adultos, temos cérebro e olhos na cara. Os engates são noutros sites, não na blogsfera, mintam por lá, se ainda houver quem acredite. Continua assim. Estás cada vez melhor. Fizeste-me lembrar, nos últimos posts uma grande amiga que, infelizmente, fechou o blog, blog que esteve na rádio...Saudades que tenho dela. Vou ficar por aqui mas antes, para que não fiquem dúvidas: Continua assim e quem não gosta que se pire. Beijinhos